AS PRÁTICAS DE DIVERTIMENTO NA CIDADE DE CAMPINA GRANDE/PB: ESTUDO DE CASO SOBRE O CASSINO ELDORADO

Lana Camila Gomes de Araújo, Juciene Ricarte Apolinário

Resumo


Inserido em um contexto socioeconômico da cidade de Campina Grande, o projeto do Casino Eldorado foi pensado pelo empresário campinense João Veríssimo e executado pelo arquiteto Isac Soares, tendo como objetivo atender novas demandas exigidas pelos discursos modernos de práticas de divertimento e status. Desde a inauguração no ano de 1937, o Casino Eldorado apresentava uma vida noturna agitada e glamourosa, com vários clientes ricos, seu público era de, principalmente, comerciantes, políticos e boêmios da cidade de Campina Grande, mas também que vinham de outros Estados. Sendo assim, o presente artigo visa analisar como o Casino Eldorado se tornou referência na região, com intuito de resgatar um pouco da história e memória do mencionado cassino, verificando suas principais atrações noturnas, sobretudo, as representadas pelas mulheres que divertiam os clientes nas dependências do Casino. Para tanto, me apoiei nos estudos de Dinoá (1993) e Gutemberg (2004), bem como na realização de entrevistas orais de um ex frequentador do Casino e de uma moradora da cidade que morou durante muitos anos na mesma rua que as mulheres que trabalhavam no Casino. Por fim, conclui-se que o Casino passou declinar entre os anos de 1960-1970, com a abertura de novos cabarés na cidade. Porém, mesmo assim continua a exercer no imaginário social atual uma curiosidade sobre suas noites de glamour, tendo seu cenário representado há décadas no Parque do Povo durante as festividades juninas.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.24864/arepb.v7i1.338

A Barriguda: Revista Científica

Centro Interdisciplinar de Pesquisa em Educação e Direito
Campina Grande - PB - Brasil

contato@abarriguda.org.br

Licencia Creative Commons
Os trabalhos publicados em A Barriguda: Revista Científica estão licenciados com uma Licença Creative Commons