O EMPREGO DE CORTICOTERAPIA DE USO SISTÊMICO NO PERÍODO INFANTO JUVENIL: REVISÃO DE LITERATURA

André Luiz Barros Almeida, Franklin Augusto de Araújo Nunes, Esther Maria Barros de Albuquerque

Resumo


Os glicocorticoides sintéticos são substâncias produzidas a partir do hormônio cortisol e apresentam uma variedade de possibilidades para o tratamento de doenças reumáticas, dermatológicas, imunológicas e outras. Porém, se administrados de forma desnecessária e exagerada, pode apresentar efeitos colaterais indesejáveis. Nos últimos anos, verificamos uma maior recorrência na escolha da corticoterapia, pelos médicos e pacientes. Por esse motivo, esta pesquisa tem como objetivo analisar o emprego da corticoterapia de uso sistêmico no período infanto juvenil, através de uma reflexão sobre quais as abordagens que o médico deve levar em consideração ao optar pela corticoterapia sistêmica e quais são os principais efeitos colaterais causados em pacientes pediátricos. Para tanto, a presente pesquisa se apoia nos aportes teórico-metodológicos de Freitas (2007) e Pereira (2014), reconhecendo a importância do tratamento e controle de inúmeras patologias com a droga corticosteroide, mas também, a necessidade em se adotar posturas pré-corticoterapia e pós-corticoterapia com o seguimento clínico do paciente durante e após o tratamento. Sendo assim, o médico deve estar familiarizado com a farmacologia e a administração dos efeitos colaterais dos corticoides, para que possa realizar a intervenção medicamentosa de forma mais benéfica ao seu paciente. Dessa forma, conclui-se que decidir qual o melhor tratamento para uma patologia específica é uma das tarefas mais difíceis para o médico pediatra, que deve escolher pela corticoterapia de uso sistêmico no período infanto-juvenil de forma residual, e não como prioridade, levando sempre em consideração os riscos e benefícios que podem gerar no organismo das crianças e adolescentes.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.24864/arepb.v7i1.339

A Barriguda: Revista Científica

Centro Interdisciplinar de Pesquisa em Educação e Direito
Campina Grande - PB - Brasil

contato@abarriguda.org.br

Licencia Creative Commons
Os trabalhos publicados em A Barriguda: Revista Científica estão licenciados com uma Licença Creative Commons