A CULPABILIZAÇÃO DAS VÍTIMAS DE CRIMES SEXUAIS: UMA QUESTÃO CULTURAL

Monica Antonieta Magalhães da Silva

Resumo


Este artigo tem como objetivo demonstrar que a culpabilização das vítimas de crimes sexuais não se restringe à simples subsunção legal da relação vítima-agressor, porquanto transcorre de ideologias, consubstanciadas nos discursos de hierarquização de gênero presentes em determinada sociedade. Assim, pretende-se evidenciar a influência dos padrões crença e valor na estigmatização das vítimas de crimes sexuais e a insuficiência do sistema punitivo, verificada, principalmente, nos processos de vitimização, produzidos pelas instâncias de controle social, para resolver a questão cultural inerente a este tipo de criminalidade. Diante da complexidade da abordagem, utilizou-se o método dialético.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.24864/arepb.v7i2.387

A Barriguda: Revista Científica

Centro Interdisciplinar de Pesquisa em Educação e Direito
Campina Grande - PB - Brasil

contato@abarriguda.org.br

Licencia Creative Commons
Os trabalhos publicados em A Barriguda: Revista Científica estão licenciados com uma Licença Creative Commons