“A Cura da Doença Mardita”

A Barriguda chegou para eliminar uma praga
Uma doença tão séria! é a preguiça da massa!
Que ultimamente vicia todos por onde passa.
É por isso que estudante não quer escrever é nada
E a medicina desconhece uma doença tão antiga
Porém mãe de adolescente bem conhece e acredita
Sabe todos os sintomas, dessa doença mardita:
Sentar bunda no sofá é o melhor que há
Na internet só entra se for para twittar
Dormir até meio dia e depois vai descansar
E fazer qualquer coisa que a internet inventar
Como fica percebido, ser preguiçoso é cansativo
Pois é o adoecido repleto de compromisso
Porém com A Barriguda ao invés de twittar
O sujeito pode agora uma resenha originar
Ou quem sabe um artigo possa ele publicar
Aquele mais ligado às artes pode um poema criar
O que não falta é estilo, de tudo se pode inventar.
E pra melhorar o currículo, coisa melhor aqui não há!
Por isso vamos cambada! tira a bunda da calçada!
Produza algo que possa melhorar sua jornada!

 

Autora: Natally Ferreira Coelho, acadêmica do Curso de Direito da Universidade Estadual da Paraíba – UEPB; Membro fundador e Editora da Revista Científica e Cultural “A Barriguda”.

Deixe uma resposta

*